terça-feira, 9 de novembro de 2010

SOLUÇÕES PARA OS SINTOMAS DA ASCENSÃO

SOLUÇÕES PARA OS SINTOMAS DA ASCENSÃO

Por Jelaila Starr




Nos oito anos desde que escrevi o artigo, Soluções para os Sintomas da Ascensão, eu recebi centenas de e-mails e cartas de leitores. Uma resposta típica foi: “Muito obrigado. Seu artigo faz sentido quanto ao que eu estou sentindo.” Foi muito gratificante saber que o artigo trouxe alívio, ainda que fosse apenas o entendimento. Embora a lista de sintomas que eu forneci fosse bem completa, nenhum de nós poderia prever que estaríamos experienciando ainda mais efeitos, portanto, exigindo uma actualização.

Portanto, aqui estamos. O seguinte é a minha tentativa de definir e explicar os mais novos sintomas, enquanto proporciono soluções... se houver.

Desde que eu expliquei o processo da ascensão nos artigos anteriores sobre a ascensão, eu não o abordarei aqui. Vocês encontrarão esta explicação no artigo: O Que É A Ascensão? Quanto à lista anterior dos sintomas da ascensão, aqui está uma lista condensada.

Sintomas Gripais

Fadiga

Incapacidade de se concentrar

Sono agitado

Enxaquecas

Dores Musculares e nas Articulações

Ganho de Peso

Zumbido nos Ouvidos

Muitos descobriram (inclusive eu) que tinham desenvolvido a Síndrome de Fadiga Crônica (SFC), que incluía a Fibromialgia, um nível mais severo dos sintomas da ascensão. Neste nível nós experienciamos exaustão física crônica, enxaquecas prolongadas, confusão mental, acuidade mental prejudicada, perda de memória, dores musculares e nas articulações, parecendo que as terminações nervosas ardiam como fogo.

Eu costumava chamar os dias em que os sintomas da fibromialgia aumentavam como dias do “caminhão”, porque naqueles dias parecia que eu tinha sido atropelada por um caminhão.

A minha teoria é que aqueles que desenvolveram a Síndrome da Fadiga Crônica e a Fibromialgia, fizeram assim porque ou somos capacitadores crônicos e/ou workaholics ( pessoas com a necessidade compulsiva de trabalhar muito), walk-ins ou alguma associação. Nós impulsionamos os nossos corpos a fim de resgatar alguém, alcançarmos objetivos e/ou salvarmos o mundo.)

Apesar de que muitos dos sintomas mais graves desaparecessem – graças à clarificação emocional e por ter aprendido a cuidar do meu corpo – os sintomas normais da ascensão, persistiram, mas a um grau muito menor. Agora, porém, como afirmado anteriormente, uma nova série de sintomas se manifestou. Eles incluem:

- Confusão mental

- Incapacidade de permanecer ancorado

- Pensar que vocês já fizeram algo, apenas para descobrir que não o fizeram

- Períodos inexplicáveis de Desânimo

- Surtos inexplicáveis de Apatia; olhar fixo no espaço

- Padrões Erráticos de Alimentação

- Casos graves e crónicos de hidropisia (acumulação anormal de líquido seroso nos tecidos).

- Sentir-se agitado, como se os nervos estivessem super sensibilizados.

Embora alguns dos sintomas estiveram presentes por algum tempo.

Como o problema com a ancoragem, um ou dois aumentaram gradativamente e assim eu os coloquei na nova lista, a fim de destacá-los.

Além disto, tenham em mente que vocês não podem experienciar todos estes sintomas, ou experienciar da mesma maneira ou com a mesma intensidade como definido aqui.

Eu dividi a lista em três categorias, mental, emocional e física. Vejamos cada uma e alguma solução possível.

Mental

O sentimento de atordoamento da mente ocorre após uma noite de sono instável. Eu desperto me sentindo como se o meu cérebro tivesse sido colocado em um liquidificador. Eu não consigo me concentrar e me sinto dispersa. Não é o mesmo que atordoamento, que é como ver o mundo através do vidro fosco. Minha mente é clara, mas eu vejo o mundo através do frasco da coca-cola. Após uma sesta, normalmente me vejo fora disto.

Permanecer ancorado é fundamental durante os tempos de mudança contínua, entretanto, muitos estão lutando com isto. Quando não estamos ancorados, pagamos o preço de muitos modos. Podemos nos esquecer de coisas como compromissos importantes, ou os nossos filhos na babá. Podemos nos batermos e nos machucarmos e colidirmos com coisas com os nossos corpos... e os nossos carros! Encontramo-nos incapazes de realizarmos e completarmos até as tarefas mais simples.

Sim, não estar ancorado pode ser poderosamente caro. Qual é a solução? A melhor coisa que eu percebi é desacelerar! Quero dizer, seguir em um ritmo mais lento. Isto significa andar mais devagar, falar mais devagar, tomar tempo para pronunciar as palavras, e comer mais lentamente. Ter tempo para tomar algumas respirações lentas e longas, também ajuda. Quando eu me percebo ansiosa e acelerada (falarei disto em breve), eu paro e diminuo conscientemente o meu ritmo, levando um momento ou dois para algumas respirações profundas.

Eu também me sento e escrevo uma lista ou duas das coisas que preciso fazer. Isto ajuda quando a mente está atordoada, porque pego os pensamentos girando em minha cabeça e os coloco no papel. Isto pode ser comparado a esvaziar a minha cabeça e sentir um alívio instantâneo quando o faço. Eu então coloco na lista os detalhes para cada tarefa e priorizo a lista depois disto. Definir e organizar tudo traz uma sensação de calma e assim eu posso lidar com as tarefas... isto é importante... sentir que vocês podem fazê-las.

Em seguida, eu me dou permissão para não terminar todas elas no mesmo dia. Como uma perfeccionista e workaholic em recuperação, isto é fundamental se eu quiser deixar de me sentir oprimida... o que então leva a uma sensação de desânimo. Lembro-me de que estes são tempos desafiadores e ter mais tempo para completar as tarefas garantirá que eu não as refaça. Naturalmente, as soluções tradicionais, tais como sair e ficar com os pés descalços no chão, massagens, óleos essenciais, banhos com sal, usar malaquita, e comer alimentos que nos trazem “conforto”, tais como carne e batatas, são ainda úteis, mas parece que não resolvem estes novos sintomas.

Uma nova solução é liberar as suas coisas inúteis; realmente é uma velha solução, para a manifestação da abundância e parece ajudar com a ancoragem. Eu percebo que quando fico oprimida porque não estou ancorada, eu vou até os meus armários e me livro de coisas. Deixar ir os bens pessoais, libera a energia que eu gastei ao retê-las. Esta energia está agora disponível e eu posso usá-la para me manter ancorada e focada. Assim, se vocês sentirem a necessidade de eliminar repetidamente os pertences, saibam que pode ser por esta razão.

Emocional

Outro sintoma da ascensão preocupante e potencialmente perigoso é pensar que vocês já fizeram algo, apenas para descobrir que não o fizeram. Sim, estivemos fazendo isto durante anos, mas como a não ancoragem, isto parece ter aumentado a um nível superior. Naquela época, eu deixaria a casa sem pensar em trancar as portas, ou até pior, sair do meu carro e sair com ele ainda ligado. Meu cérebro não estava ainda funcionando em todos os níveis, devido à Síndrome de Fadiga Crônica. Hoje em dia, é um pouco diferente. Embora o meu cérebro esteja aguçado, tendo-me curado da Síndrome da Fadiga Crônica, eu me percebo não fazendo as coisas que tenho certeza de que tinha, como deixar a casa destrancada quando estava certa de que a tinha trancado. Isto me deixa louca, às vezes.

Minha teoria é que estamos vivendo em duas linhas do tempo separadas, ou outro modo de dizer isto é que estamos à frente de nós mesmos algumas vezes. Lembro-me de Greg Braden em seu livro, “Vivendo entre os Mundos”, a Ciência da Compaixão, dizendo que haveria um momento em que literalmente viveríamos em dois mundos ao mesmo tempo. Eu acho que estamos lá! Assim, o que eu e você estamos experienciando é que parte de nós existe na linha do tempo da dimensão superior, a qual se move mais rápido do que a nossa linha do tempo normal da 3D. Nós já trancamos as portas, mas este não é o caso para parte de nós da 3D, o que acontece incluir o nosso corpo e a nossa casa. Espero que isto faça sentido.

Assim, qual é a solução? Em caso de dúvida, verifiquem novamente. Este pequeno sentimento irritante de dúvida é a minha Criança Interior tentando me avisar. Pelo que eu entendi, a Criança Interior é o sistema de navegação do corpo na 3D, constantemente analisando e nos avisando do perigo potencial. Parece que a minha Criança Interior está trabalhando em horas extras nestes dias. E quanto a vocês?

Ataques inexplicáveis de desespero parecem ser particularmente debilitantes para muitas pessoas com algumas sentindo como se quisessem chorar, mas sem saber por que. É como se estivéssemos trancados em um campo de energia que nos devasta, causando ondas e mais ondas de desespero. Minha teoria pessoal é que isto é devido às próximas e constantes mudanças que estamos enfrentando agora e isto inclui as relacionadas ao tempo. Naturalmente, a constante apresentação destes eventos na TV, não parece ajudar. Estamos literalmente inundados agora por notícias desagradáveis durante 24 horas por dia.

O efeito de campo pode ser relacionado ao HAARP ("Programa de Investigação de Aurora Ativa de Alta Frequência"). É bem documentado como as ondas ELF emitidas através de uma instalação da HAARP podem ser usadas para nos controlar ao nível bioquímico de nossos cérebros. Poderíamos estar sendo bombardeados por ondas ELF que são ajustadas para causar desesperança e desespero, enquanto a mídia enfatizando os eventos negativos, aumenta ainda mais o efeito?

Como uma pessoa normalmente otimista, eu me treinei para estar em alerta para este sintoma e tomar as medidas adequadas para dissolver o campo. Eu me lembro de que o HAARP, juntamente com tudo o que parece negativo tem um propósito em uma ascensão planetária. Eu me sento e escrevo uma lista de todas as coisas pelas quais sou grata. Chamo também alguém em quem confio e compartilho os meus sentimentos. Apenas a verbalização deles parece tirar a energia do desespero. O riso é também muito eficaz. Quando converso com o meu amigo, compartilhamos coisas bobas que fizemos como um resultado de nossos sintomas da ascensão e rimos de nós mesmos. Quando desligo o telefone me sinto bem melhor.

O último sintoma emocional é a desatenção entorpecida da mente. Eu acordo alguns dias e a minha mente parece paralisada e entorpecida. Acho que nestas ocasiões, embora eu possa pensar, eu não posso completar um pensamento, muito menos verbalizá-lo. É como se estivesse catatônica. Não é incomum nestes dias, encontrar-me de pé na cozinha, apenas fitando o espaço. Além de ser incapaz de completar os pensamentos, eu não tenho energia. Infelizmente eu não conheço nenhuma solução, além de deixar ir. Em minha experiência, este sintoma, geralmente, não dura mais do que um dia.

Físico

Se vocês estiverem observando o seu peso, neste próximo sintoma podem eliminar qualquer dieta. Eu me percebi com uma fome intensa, um dia, e então, praticamente, sem fome no próximo. A outra coisa é desejar um alimento em particular durante semanas e então não desejá-lo posteriormente. Não, eu não estou grávida! Eu não conheço solução para este, mas compreender que o meu corpo precisa de um determinado nutriente e, novamente, apenas o deixem ir.

O próximo sintoma é aquele que me tem atormentado na maior parte da minha vida: imperícia, mas parece que ele está em alta agora. Eu alcanço algo e acho que o agarrei firmemente somente para deixá-lo cair, porque os meus dedos não o tinham ainda agarrado completamente. Eu deixei cair uma caixa inteira de ovos no supermercado há duas semanas, como um resultado de pensar que a tinha segurado com firmeza, quando não o fiz. Mais uma vez, sinto que é devido a viver em dois mundos. Minha mente está funcionando em dois níveis e o meu pobre corpo não sabe como se igualar. Quanto mais eu desacelero, permaneço ancorada e me concentro, menos acho que isto seja um problema.

Sentir-me ligada, como se os meus nervos estivessem super acionados, é o último sintoma. É como se os meus nervos estivessem cantando com a energia. Embora eu o prefira à indiferença, é muita energia para parecer desconfortável... fica difícil a concentração. Eu apenas ando por aí, incapaz de resolver e realizar qualquer coisa. Eu não consigo me concentrar também e me percebo um pouco agitada, devido a uma música tocando repetidamente em minha cabeça. Aprendi que apenas deixar ir e ser grata por isto somente durar um dia... graças a Deus!

Com todos os desafios da ascensão, o processo pode parecer muito difícil de completar. Eu me sentia assim de tempos em tempos. O que me faz continuar é saber que a vida além dos sintomas, da dor e da confusão está somente caminhando para melhor. Por quê? Nós descarregamos a bagagem emocional destes sintomas que estavam nos apontando. Sem esta bagagem, seremos plenamente capazes de manifestar o tipo de mundo de harmonia, onde poderemos ter unidade, sem desistirmos de nossa individualidade. Assim continuem a enviar estes e-mails e cartas e eu continuarei escrevendo, percorrendo o caminho bem ao seu lado. Juntos, completaremos esta jornada.

Em serviço,

O Conselho Niburiano

Um comentário:

Suie disse...

Eu passei por tudo isso mas eu me questiono o que disto é real. Pois entendí que a dualidade não existe foi uma coisa imposta anós, o bem o mal o certo o errado. Sim e entrei como você diz numa sensação de ter feito nada. Apesar de me crer fazendo o bem em torno só me acham idiota. Mas eu agora compreendi quase tudo. Se precisar de alguma dica pode me perguntar pois tive meu insight minha ida al nirvana que é maravilhoso em 2002. Suie