terça-feira, 18 de junho de 2013

HISTÓRIA DA MEDICINA ENERGÉTICA

HISTÓRIA DA MEDICINA ENERGÉTICA
                           
Analisando as Práticas de Medicina com um enfoque Histórico, desde as Grandes Civilizações tais como as encontradas na Grécia, China, Pérsia, ou Índia, os Médicos (ou curadores) almejavam a Cura do Indivíduo como um todo.

                             
Cada pessoa era vista em sua totalidade – Corpo, Mente e Espírito.
              
Geralmente, essa abordagem Holística procurava enxergar as doenças por meio de uma perspectiva da Energia Vital do Corpo.
De fato, muitos Filósofos e Curadores do passado acreditavam no papel da Energia na promoção do Bem-estar.
O Filósofo grego, Theophrastus Paracelsus (1490-1541) afirmou que Planetas, Imãs e Plantas estão entre as coisas que mais Exercem Influência sobre o Homem.
Segundo ele, essa Influência era considerada a Radiação que preenchia o Espaço.

                                    
Hippocrates, “o Pai da Medicina Moderna”, também acreditava na Energia Curadora que emanava da Terra e da Atmosfera.
      
Ele acreditava que o ambiente tinha um impacto na condição de Saúde de um Indivíduo.
Nos sistemas antigos de cura, a prática de estimular pontos de Energia no corpo humano era empregada pelos terapeutas para recuperar e manter a saúde.
                                     
Esses métodos tradicionais eram observados e passados pelas gerações na China e na Índia.
             
Esses terapeutas acreditavam que Distúrbios Energéticos geravam doenças no Corpo Físico.
Algumas dessas Técnicas são praticadas ainda nos tempos atuais.

                      
Existem muitos cientistas e médicos que reconhecem que o Universo opera com base na Energia.
Dentre esses, podemos citar alguns: Robert Becker, Walter Russell, Hans Nieper, M.D., Edward Russell, Albert Einstein, William Tiller, Nikola Tesla, Edgar Cayce, Edward Bach, Gabriel Cousins, M.D., David Tansley, Marcel Vogel, Semyon e Valentina Kirlian, John Fetzer, Wilheim Reich, Christopher Hills e Richard Gerber.
               
Os Campos de Energia da Terra e o Corpo Humano Todos os Seres Vivos possuem seus próprios Campos Energéticos ao redor deles.

                                
No entanto, os Organismos Vivos não são as únicas coisas que possuem Campos Energéticos ao seu redor.
                     
Existem várias Formas de Ondas Eletromagnéticas que ocupam a Atmosfera.
Essas Formas de Energia provém da Terra, da Lua e do Sol.

                
É um fato reconhecido que nosso Planeta possui um Núcleo de ferro que irradia um campo de Ondas Energéticas em torno dele, gerando assim os Pólos Magnéticos da Terra (Norte e Sul).

                  
Também é reconhecido o fato de que durante a Lua cheia, o Campo Gravitacional da Terra é alterado e essa Influência pode ser vista nas Águas do Mar e de alguns Rios.
Em outras palavras, a Existência Humana é situada em um vasto Oceano de Campos Magnéticos.
Como esses Campos Eletromagnéticos Naturais nos afetam?
Primeiramente, o corpo contém materiais magnetizáveis, a exemplo do ferro que pode ser encontrado na Hemoglobina do Sangue.

        
O Campo Energético do Corpo pode ser mensurado por meio de um aparelho chamado SQUID (um magnetômetro que possui um Fluxo Quântico).
Por meio deste, foi descoberto que o Campo Energético do Corpo é aproximadamente 100.000 vezes menor que o Campo Energético da Terra.
O Impacto deste vasto Campo Geofísico no Corpo é facilmente percebido quando estudamos Astronautas que ficaram em órbita por um longo período – nossa saúde fica comprometida sob vários aspectos.
É por essa razão que os Astronautas necessitam de Campos Energéticos Artificiais para preservarem sua Saúde.
                
Reconhecer a importância dos Campos Energéticos no próprio Corpo Humano e nos Campos Magnéticos em nosso redor são de extrema importância para nosso bem estar.
O Sistema de Energia Sutil do corpo, sabemos que as Células do Corpo são nutridas pelos alimentos.
Sabemos também que além da comida, o Oxigênio que respiramos também preenche nossas Células, sendo um item indispensável para nossa sobrevivência.
                 
No entanto, o que não sabemos é que além desses dois agentes, nossas Células são constantemente envolvidas por um Fluxo contínuo de Energia Vital.

O Corpo Humano possui uma rede de Fluxo contínuo que alimenta as Células, Órgãos e vários processos dentro do complexo Aparelho Humano.
Esse conjunto corresponde ao Sistema de Energia Sutil do Corpo.
Tradicionalmente, o Corpo é visto como um Aparelho composto de vários sistemas: circulatório, neurológico, respiratório, digestivo e reprodutivo.

         
Juntamente com o Sistema Nervoso e o Linfático, esses sistemas definem as Dimensões Físicas do Corpo. 


               
O Sistema de Energia Sutil do corpo funciona paralelamente a esses sistemas.
A "Condição do Campo Energético do Corpo" é medida em termos de Fluxo, Equilíbrio e Harmonia.
E isto é percebido na própria Saúde do Corpo.
Se a Saúde estiver debilitada também precisamos "corrigir esse sistema".
Para que o corpo se mantenha em um estado de Ótima Performance e possa "prevenir doenças", a Energia do Corpo precisa estar em "constante movimento".
Essas Energias também precisam de espaço para se moverem.
Fatores externos, que podem interromper o Fluxo de Energia do Corpo estão relacionados às Interferências de Campos de Energéticos externos.
Algumas vezes os Fluxos dessas Energias podem estar obstruídos.
Esses Bloqueios de Padrões Energéticos podem ser causados por Fatores Internos ou Externos.
Fatores Internos, incluem a presença de Toxinas no organismo, stress, Tensão Muscular, dentre outros.
Fatores externos, que podem interromper o Fluxo de Energia do Corpo e estão relacionados às Interferências de Campos de Energéticos
O Fluxo de Energia do Corpo se movimenta por Canais Específicos do Organismo e estão Alinhados com nossa Condição Natural, desde a menor parte do DNA até os Órgãos que compõem o Corpo Humano.

Esses canais possuem padrões que sustentam todas as Funções Vitais do Corpo.
Os Componentes da Energia Sutil do Corpo.
Os Componentes ou Sistemas que formam a Energia Sutil do Corpo são os Canais de Energia, os Vortex de Energia (também conhecido como Chacras) e as varias Camadas Energéticas em Volta do Corpo.
       
Os Canais de Energia,( CHACRAS ) podem ser comparados ao Sistema Circulatório do Corpo.
Assim como as Artérias levam o Sangue, os Canais de Energia Transportam a Energia pelo Corpo.
A Função desses Canais é Assegurar a Vitalidade e o Equilíbrio, Ajustar o Metabolismo e até mesmo Determinar a Velocidade e o Tipo de Mudança Celular.
O Fluxo de Energia desses Canais é tão Crítico quanto o Fluxo Sanguíneo.

TERAPEUTA HOLÍSTICO
Ergom Abraham

Um comentário:

alexialele alexia123 disse...

Mto bom, simples, fácil de entender...parabens