sexta-feira, 16 de outubro de 2009

O QUE FOI O "MILAGRE DO SOL"? - EM FÁTIMA

O QUE FOI O "MILAGRE DO SOL"? - EM FÁTIMA




Faz hoje mais um ano que ocorreu um fenómeno por muitos desconhecido e designado por “Milagre do Sol” na região de Fátima – Portugal, para onde convergem milhares de peregrinos todos os anos buscando algo que lhes dê esperança, paz ou consolação, tal como no dia 13 de Outubro de 1917 em que milhares de pessoas aguardavam um ‘sinal’ prometido pela Entidade luminosa que a Igreja Católica chamou de “Nossa Senhora de Fátima” ou “Virgem Maria”, criando ali um Santuário mariano.


Efectivamente, foi há 92 anos que...


... “Enquanto as 3 crianças (Lúcia, Francisco e Jacinta) se mantinham no local onde a Mensageira Divina havia prometido fazer o sinal para que o povo acreditasse nelas, a multidão calculada entre setenta e oitenta mil pessoas acabaria por testemunhar aquilo que ficou sendo conhecido como “o Milagre do Sol”.


Chovera a cântaros naquele dia e ainda chuviscava quando, ao entardecer, no instante em que a “Senhora Luminosa” (assim chamavam as crianças) se elevava, Lúcia gritava: “Olhem para o sol”! As nuvens se entreabriram e descortinaram o sol. Mas era um sol estranho, achatado, com um contorno bem definido, que mais parecia um imenso disco de prata. Brilhava com intensidade jamais vista, mas não ofuscava nem cegava.







O disco começou a “bailar” e qual gigantesca roda de fogo, girava rapidamente. Imobilizou-se por alguns instantes para recomeçar a girar vertiginosamente sobre si mesmo. Suas bordas tornaram-se escarlates e deslizou como um redemoinho, espargindo chamas de fogo.


Jorrava cascatas de luzes verdes, vermelhas, azuis e violetas, de variadas tonalidades, que se reflectiam no solo, nas árvores, nos arbustos, nas roupas e nas próprias faces das pessoas.


Animado por um movimento louco, o globo de fogo tremulou e sacudiu antes de precipitar-se em ziguezague sobre a multidão que, apavorada, esboçou gestos de pânico. Era como se o fim do mundo houvesse chegado.

O disco então parou por alguns minutos como se concedesse um intervalo de descanso, para logo em seguida recomeçar os movimentos e emitir luzes flamejantes. Após nova pausa, a dança recomeçou, tão gloriosa, quanto antes.


O “milagre do sol” durou um total de 12 minutos, ao final dos quais muitos notaram que suas roupas, encharcadas pela chuva, haviam secado completamente, assim como o chão. O ciclo das aparições terminava”...




Logicamente não foi o Sol que ‘dançou’ para a multidão naquele dia 13 de Outubro de 1917 na região de Fátima. O Astro Rei a 150 milhões de kilómetros de distância jamais poderia ter saido do seu lugar sem que isso causasse uma hecatombe na Terra e dentro do Sistema Solar. Portanto, o que aconteceu em Fátima foi outra coisa e teve a ver obviamente com uma manifestação extraterrestre, uma nave de grandes dimensões a que chamamos OVNI pela forma como tudo aconteceu.


A descrição feita do objecto voador não poderia ser mais perfeita. Aliás, várias pessoas chegaram mesmo a ver por baixo, de perto, o imenso disco no qual giravam muitas luzes de várias cores e viram também cair do ar algo estranho que parecia ‘pétalas de flores’ (ou ‘flocos’ de neve) que se desfazia nas mãos quanto tentavam apanhar. Isto é característico devido ao tipo de energia que essas naves utilizam (a energia magnética) que deixa na atmosfera uma espécie de substâncias brancas conhecidas por “cabelos de anjos” em vários meios ovniológicos.


Claro que tudo isto é rejeitado pela Igreja que deu outras interpretações e sustenta até hoje a sua própria tese que alimenta religiosamente as multidões, mas quem faz um estudo sério sobre o assunto, como o fez a escritora Fina d’Armada e outros, verifica que o ocorrido em Fátima se enquadra perfeitamente no âmbito do fenómeno ovniológico, além de que o mesmo já é conhecido desde há milhares de anos na história dos povos, relatados nos textos sagrados das mais diversas Religiões do Mundo.


Entretanto a Mensagem de Fátima, tal como já tinha sido transmitida anteriormente em Lourdes e La Salette, foi completamente esquecida e pouca gente sabe do que se trata, tendo a ver com o estado da situação do mundo em que vivemos onde é preciso mudar comportamentos para com a Vida no Planeta, os Seres, a Natureza, a Ordem do Universo, que infelizmente estamos desrespeitando com nossa forma de Civilização. Isto já não falando do Perigo duma Guerra Atómica que nada restaria após a sua eclosão.


Portanto, não basta ir a Fátima rezar ou em peregrinação, mas sim é preciso mudarmos nossos próprios comportamentos diários, inclusive a alimentação, pois nisto está a base de tantos erros e desregramentos como a causa mais directa de tantos males e sofrimentos. As guerras, as doenças, a violência, a fome e miséria de uns, os excessos e egoismo de outros, etc., estão intimamente associados a esta questão!


Poucos entendem isto,


Pausa para reflexão!


Rui Palmela
Blog do autor: http://alvorecer-escriba.blogspot.com/

Um comentário:

zarsoft disse...

Deuses ou extraterrestres, a mensagem é clara: o pior está para vir!