sábado, 15 de agosto de 2009

2 LUAS EM 27 DE AGOSTO...

2 LUAS EM 27 DE AGOSTO...



O planeta Marte será o mais brilhante no céu noturno a partir de Agosto.
Ele poderá ser observado a olho nu, tão grande quanto uma lua cheia,
especialmene no dia 27, quando vai estar mais próximo da Terra.
Não deixe de observar o céu na noite de 27 de agosto, às 00h30, você verá
duas luas!!! Não perca.
A próxima vez que Marte vai aparecer assim será em 2287.
OBS: Partilhe isso com seus amigos pois ninguém, hoje vivo, terá
oportunidade de observar novamente o fato.

3 comentários:

Marta Frutuoso Picarelli disse...

A NOITE DO DIA 27, PORÉM 00:30 SERÁ DIA 28/8. ENTÃO PERGUNTO SERÁ 00:30 DO DIA 27/8 OU 00:30 DO DIA 28/8.

HanKarrA disse...

Eu diria de dia 27 para dia 28, o que se diria dia 28, ás 00:30.

beijinhos,
Han

Rui disse...

Informação sobre aproximação de Marte à Terra no dia 27 é falsa

O planeta Marte não vai estar visível e nem se encontrará à distância
mínima da Terra no próximo dia 27, contrariamente ao que informa um
e-mail que está a circular na Internet, esclareceu o Observatório
Astronómico de Lisboa.

Uma mensagem anónima refere que o planeta Marte será o mais brilhante no céu nocturno, em Agosto, e que observado a olho nu poderá parecer tão grande como uma Lua cheia, especialmente no dia 27, altura em que vai estar mais próximo da Terra.

A mesma mensagem informa que este fenómeno será particularmente visível pelas 00h30 e que se vai repetir em 2287.

Segundo fonte do Observatório Astronómico de Lisboa (OAL), esta informação "é
falsa" e tem gerado "alguma confusão". O Observatório esclarece que "Marte não se encontra à distância mínima da Terra", que "não se vê a olho nu do tamanho da Lua" e que nem tão-pouco é visível no céu.

As aparições mais favoráveis de Marte são raras devido, principalmente, à
grande excentricidade da órbita, sendo que as maiores aproximações entre este planeta e a Terra ocorrem em intervalos de cerca de 15 anos, "ocasiões sempre aproveitadas pelos astrónomos".

Contudo, o valor dessa distância é variável e por vezes acontecem recordes, como sucedeu a 27 de Agosto de 2003.

No entanto, mesmo quando o disco de Marte aparece "em condições ideais",
como naquela data, a olho nu este planeta aparece "apenas cerca de duas
vezes o tamanho habitual", ou seja, "ao lado da Lua, Marte parece sempre uma simples estrela". Nessas condições, Marte "pode atingir um tamanho aparente que, com uma amplificação de apenas 75 vezes, aparece através do telescópio tão grande como a Lua a olho nu".

Mas nada disto acontece durante este mês de Agosto, uma vez que "Marte nem
sequer se vê, pois está muito próximo do Sol", sendo a sua conjunção em Outubro.

Segundo o OAL, a informação contida no e-mail que agora circula pode ter por base a notícia do acontecimento de 27 de Agosto de 2003, uma vez que certas informações registadas na altura são as mesmas agora mencionadas.