quarta-feira, 30 de setembro de 2009

EU SOU UM TRABALHADOR DA LUZ... VOCÊ É? - MENSAGEM DE JEHUA CANALIZADO POR PANELA KRIBBE

EU SOU UM TRABALHADOR DA LUZ... VOCÊ É?

- MENSAGEM DE JEHUA CANALIZADO POR PANELA KRIBBE



A IDENTIDADE DO TRABALHADOR DA LUZ

Os Trabalhadores da Luz são almas que mantêm o forte desejo interior de difundir a Luz - o conhecimento, a liberdade e o amor próprio - na Terra. Eles sentem isto como uma missão. Eles são freqüentemente atraídos à espiritualidade e ao trabalho terapêutico de algum tipo

Devido a sua missão intensamente sentida, os trabalhadores da luz freqüentemente se sentem diferentes de outras pessoas. Ao experienciarem diferentes tipos de obstáculos em seu caminho, a vida os provoca a encontrar o seu próprio e único caminho. Os trabalhadores da luz são quase sempre indivíduos solitários, não se adaptando às estruturas fixas da sociedade.

Uma nota em relação à noção de "trabalhador da luz"

A palavra "trabalhador da luz" pode evocar uma compreensão errônea, desde que isto exclui um grupo particular de almas do resto. Isto pode ser assumido ao sugerir que este grupo em particular é de algum modo superior aos outros, isto é, "aqueles que não trabalham para a luz." Toda esta linha de pensamento está em desacordo com a verdadeira natureza e intenção do trabalho de luz. Vamos afirmar rapidamente o que está errado com ele.

Primeiro, os que reivindicam superioridade geralmente não são iluminados. Eles impedem o seu crescimento em relação à consciência livre e amorosa.

Segundo, os trabalhadores da luz não são "melhores" ou "superiores" a qualquer outra pessoa. Eles simplesmente têm uma história diferente do que aqueles que não pertencem a este grupo. Devido a sua história particular, que discutiremos abaixo, eles têm determinadas características psicológicas que os distinguem como um grupo.

Terceiro, cada alma se torna um trabalhador da luz no mesmo estágio do seu envolvimento, assim o rótulo "trabalhador da luz" não é reservado a um número limitado de almas.

A razão pela qual usamos a palavra "trabalhador da luz", apesar de possíveis compreensões errôneas, é porque ela mantém associações e incita as memórias dentro de vocês que os ajudem a recordar. Há uma conveniência prática para ela também, desde que o termo é freqüentemente usado em sua atual literatura espiritual.

Raízes Históricas do Trabalhador da Luz

Os Trabalhadores da Luz mantêm dentro deles a habilidade de alcançar o despertar espiritual mais rápido do que as outras pessoas. Eles carregam sementes internas para um rápido despertar espiritual. Em relação a isto, eles parecem estar em um caminho mais rápido do que a maior parte das pessoas, se eles assim o escolherem. Isto, novamente, não é porque os Trabalhadores da Luz sejam de algum modo almas "melhores" ou "mais elevadas". Eles são, entretanto, mais velhos do que a maior parte das almas atualmente encarnadas na Terra. Esta idade mais velha deveria preferivelmente ser compreendida em termos de experiência e não de tempo.

Os Trabalhadores da Luz alcançaram um estágio particular de iluminação antes que eles encarnassem na Terra e começassem a sua missão. Eles escolhem conscientemente se ligarem à "roda Kármica da vida" e vivenciar todas as formas de confusão e de ilusão que a acompanham.

Eles fazem isto a fim de compreenderem plenamente a "experiência terrestre". Isto os capacitará a cumprir a sua missão. Somente ao passarem por todos os estágios da ignorância e da ilusão, eles possuirão eventualmente as ferramentas para ajudar outros a alcançar um estado de verdadeira felicidade e iluminação.

Por que os trabalhadores da luz perseguem esta missão sincera de ajudar à humanidade embora correndo o risco de se perderem durante eras na opressão e na confusão da vida terrestre? Esta é uma questão com a qual trataremos extensivamente abaixo. Por enquanto, nós diremos que isto tem a ver com um tipo de Karma galáctico. Os trabalhadores da luz permanecem desde a véspera da origem da humanidade na Terra. Eles tomaram parte na criação do homem. Eles foram os co-criadores da humanidade. No processo da criação, eles fizeram escolhas e agiram de modos, com os quais eles vieram a se arrepender profundamente mais tarde. Eles estão aqui agora para compensar as suas decisões no passado.

Antes que entremos nesta história em particular, nomearemos algumas características das almas do trabalhador da luz que geralmente os distinguem de outras pessoas. Estes traços psicológicos não pertencem unicamente aos trabalhadores da luz e nem todos os trabalhadores da luz reconhecerão todos eles como seus. Mas ao elaborarmos esta lista, nós queremos simplesmente dar um esboço da identidade psicológica do trabalhador da luz. Em relação a estas características, o comportamento exterior é de menos importância do que a motivação interna ou a intenção sentida. O que vocês sentem interiormente é mais importante do que o que vocês mostram exteriormente.

Características Psicológicas dos Trabalhadores da Luz:

Desde o início em sua vida, eles sentem que são diferentes. Mais freqüentemente do que não, eles se sentem isolados dos outros, solitários e mal compreendidos. Freqüentemente eles se tornarão individualistas, tendo que encontrar o seu próprio e único caminho na vida.

Eles se sentem atormentados (perturbados) em casa, em empregos tradicionais e/ou estruturas de organizações. Os trabalhadores da luz não são naturalmente autoritários, o que significa que eles naturalmente resistem às decisões ou aos valores baseados somente no poder ou na hierarquia. Este traço não autoritário está presente ainda que eles pareçam tímidos e envergonhados. Isto está ligado à verdadeira essência de sua missão aqui na Terra.

Os trabalhadores da luz se sentem atraídos para ajudar as pessoas, como um terapeuta ou como um professor. Eles podem ser psicólogos, curadores, professores, enfermeiros, etc. Ainda que a sua profissão não se refira a ajudar pessoas de uma maneira direta, a intenção de contribuir para o bem mais elevado da humanidade está claramente presente.

Sua visão da vida é caracterizada por uma percepção espiritual de como todas as coisas estão relacionadas. Eles mantêm, consciente ou inconscientemente, memórias dentro deles das esferas de luz não terrestres. Eles podem ocasionalmente se sentir saudosos por estas esferas e se sentirem como um estranho na Terra.

Eles honram e respeitam profundamente a vida, o que freqüentemente se manifesta como um amor pelos animais e uma preocupação pelo meio ambiente. A destruição de partes dos reinos animal e vegetal na Terra pela ação humana, invoca neles intensos sentimentos de perda e tristeza.

Eles são bondosos, sensíveis e empáticos. Eles podem ter problemas ao lidarem com o comportamento agressivo e eles geralmente experienciam dificuldades em se defenderem. Eles podem ser sonhadores, ingênuos ou intensamente idealistas, assim como insuficientemente ancorados, isto é, aqui na Terra. Por assimilarem facilmente sentimentos e humores negativos das pessoas ao redor deles, é importante que eles passem um tempo sozinhos em uma base regular. Isto os capacita a distinguir entre os seus próprios sentimentos e aqueles dos outros. Eles precisam de um tempo solitários para que entrem em contato com eles mesmos e com a Mãe Terra.

Eles viveram muitas vidas na Terra, nas quais eles ficaram intensamente envolvidos com a espiritualidade e/ou a religião. Eles estiveram presentes em números esmagadores, nas velhas ordens religiosas do seu passado, como monges, freiras, eremitas, paranormais, bruxas, xamãs, sacerdotes, sacerdotisas, etc. Eles eram aqueles que proporcionavam uma ponte entre o visível e o invisível, entre o contexto diário da vida Terrestre e os reinos misteriosos do após vida, os reinos de Deus, e os espíritos do bem e do mal. Para cumprirem este papel, eles foram freqüentemente rejeitados e perseguidos. Muitos foram sentenciados à fogueira pelas dádivas que possuíam. Os traumas da perseguição deixaram traços profundos na memória de sua alma. Isto pode se manifestar atualmente como um medo de ficar totalmente ancorado, isto é, um medo de estar realmente presente, porque vocês se lembram de serem brutalmente atacados por quem vocês eram.

Ficarem desorientados: A Cilada para os Trabalhadores da Luz

Os Trabalhadores da Luz podem ser pegos nos mesmos estados de ignorância e de ilusão como qualquer outra pessoa. Embora eles comecem de um ponto de partida diferente, a sua capacidade de abrir caminho através do medo e da ilusão, a fim de atingir a iluminação, pode ser impedida por muitos fatores. (Por iluminação, nós queremos dizer o estado de ser no qual vocês compreendem que são essencialmente da Luz, capazes de escolher a Luz a qualquer momento).

Um dos fatores que obstruem a estrada à iluminação para os trabalhadores da luz, é o fato de que eles carregam um pesado fardo Kármico, que pode levá-los a se extraviar por algum tempo. Como afirmamos anteriormente, este fardo Kármico está relacionado às decisões que eles uma vez tomaram em relação à humanidade em seus estágios iniciais. Estas decisões foram essencialmente desrespeitosas à vida (nós falaremos disto mais tarde, neste capítulo. ) Todos os trabalhadores da luz agora vivos, desejam corrigir alguns dos seus erros passados e restaurar e cuidar do que foi destruído devido àqueles erros.

Quando os trabalhadores da luz avançarem através do fardo Kármico, o que significa, liberarem a necessidade pelo poder de qualquer modo, eles compreenderão que eles são essencialmente seres de luz. Isto os capacitará a ajudar outros a encontrarem os seus próprios eus verdadeiros. Mas, primeiro, eles mesmos têm que passar por este processo. Isto geralmente requer grande determinação e perseverança a um nível interno. Porque a sociedade os estimula com valores e julgamentos que freqüentemente vão contra os seus próprios impulsos naturais, muitos trabalhadores da luz se desorientaram, terminando em estados de dúvida em relação a si mesmos, autonegação e até depressão e desespero. Isto é porque eles não podem se ajustar à ordem estabelecida das coisas e eles concluem que deve haver algo terrivelmente errado com eles.

O que os trabalhadores da luz têm que fazer neste ponto, é deixar de procurar validação do exterior - dos pais, amigos ou da sociedade. Em algum ponto no tempo, vocês que estão lendo isto, terão que dar o salto significativo para a verdadeira capacitação, o que significa, acreditarem realmente em si mesmos, honrarem verdadeiramente e agirem de acordo com as suas inclinações naturais e a sua sabedoria interior.

Nós os convidamos a assim fazerem e lhes asseguramos que estaremos com vocês a cada passo do caminho - assim como vocês estarão lá para outros em seu caminho, no futuro não muito distante.

--------------------------------------------------------------------------------

© Pamela Kribbe
www.jeshua.net
Tradução: Regina Drumond

Um comentário:

tania disse...

Realmente, isto acontece comigo. Hà momentos que me pergunto e nao estou no lugar errado e ao mesmo tempo, me respondo que td está certo e que se trata de uma própria opção. Viver em criança diferente dos outros pode criar um desajustamento muito grande. Graças a Deus, à proteção que sempre me surgiu, à crença de saber "Eu Posso" mesmo sem entender o que isso significava, as terapias e leituras tb indicadas no ïnvisivel", foram de grande ajuda. Agradeço muito a todos que, mesmo na incompreensão, me impulionaram a "buscar".